A importância do OpEx sobre o CapEx para a energia solar fotovoltaica

As usinas fotovoltaicas modernas em escala de utilidade têm um objetivo único e abrangente – otimizar a produção ao longo de uma vida útil operacional bem-sucedida e lucrativa de 30 anos ou mais.

Tradicionalmente, as ferramentas que ajudam operadores, investidores, desenvolvedores, e EPCs a avaliar a lucratividade de longo prazo e o custo total de propriedade de tais projetos eram difíceis ou inexistentes. Agora, existem maneiras comprovadas de prever e implementar estratégias voltadas para o menor custo nivelado de energia (LCOE).

Sair da mentalidade tradicional e focada em CapEx é fundamental. Se a maior parte do foco de um projeto visa reduzir os gastos iniciais, as principais questões ficam sem resposta. E se, após a garantia, um rastreador falhar? Qual o impacto das despesas operacionais na lucratividade de longo prazo?

A história do desenvolvimento de energia solar fotovoltaica em escala de utilidade está repleta de projetos que tiveram esse foco de CapEx e colocaram muito menos ênfase nas despesas operacionais. Isso levou a custos de operação e manutenção (O&M) mais altos do que o previsto, diminuição da eficiência da planta, resiliência de recuperação de desastres prejudicada e lucratividade reduzida.

A seleção dos parceiros certos – e do rastreador solar de eixo único certo – pode eliminar esses resultados negativos.

 

Como rastreadores de eixo único de ponta economizam dinheiro em projetos de usinas fotovoltaicas a longo prazo

Há um equívoco comum em torno de rastreadores solares de eixo único de alta qualidade, como o Array DuraTrack® HZ v3 – como eles lideram o setor em qualidade e desempenho, há a percepção de que eles também devem liderar o setor em despesas, principalmente despesas de capital.

Na verdade, o oposto é verdadeiro.

A Array contratou a RINA Consulting para atuar como uma engenharia independente e realizar uma avaliação comparativa do custo de arquiteturas populares de rastreadores de eixo único ao longo de sua vida útil.

A RINA aproveitou sua ferramenta de modelagem de custos PVTrax®, desenvolvida independentemente, para preparar um estudo de caso para um projeto de amostra de 100 MW.

A avaliação constatou que:

  • O Valor Presente Líquido (VPL) aumenta mais de US$ 1,3 milhão para proprietários de ativos usando rastreadores da Array
  • A arquitetura centralizada da Array reduz o LCOE ao longo da vida útil da planta
  • O OpEx total ao longo da vida útil é reduzido em 42% em comparação com as arquiteturas de linhas distribuídas modeladas
  • A produção de energia é elevada em comparação com rastreadores usando arquiteturas distribuídas, e
  • Os rastreadores da Array exibem custos de vida útil 7% menores do que outros rastreadores modelados

Essa melhoria de OpEx é crítica tanto para plantas fotovoltaicas antigas quanto para novas construções. Para plantas envelhecidas, as estratégias de repotenciação e adaptação podem ajudar a aumentar o desempenho dos ativos e compensar os custos de O&M mais altos, aumentando os prêmios de seguro por incapacidade de resistir a danos causados ​​por eventos climáticos extremos e diminuindo a produção de energia.

Ela também possibilita que novos projetos de usinas acompanhem com mais eficiência as expectativas de vida útil em torno dos projetos no cenário atual das usinas fotovoltaicas.

 

Atendendo às expectativas de vida útil e indo além das garantias

Essa mentalidade de longo prazo é importante para avançar, pois as definições da vida útil das plantas solares já ultrapassaram os períodos comuns de garantia.

Jose Luis Galo, líder técnico solar da RINA, comentou sobre essa mudança em direção às expectativas de longo prazo em seu relatório de consultoria.

“Os ativos solares agora devem durar mais de 30 anos”, disse ele. “À medida que a indústria fotovoltaica enfrenta uma pressão crescente de contratos de PPA mais baixos, as partes interessadas estão aumentando seu foco nos custos de vida útil.”

Em suma, isso significa que os projetos de usinas fotovoltaicas estão entrando em uma arena onde as estimativas de longo prazo sobre como as escolhas da fase de projeto afetarão o tempo de atividade, risco, custos de O&M, considerações de garantia e lucratividade da usina estão em primeiro plano. Eles podem garantir ou comprometer a viabilidade de um projeto.

Os rastreadores de eixo único são especialmente importantes nessas avaliações, pois, apesar de normalmente representarem 12 a 15% das despesas de capital de um projeto de usina fotovoltaica moderna, eles podem ter um impacto muito maior na operação e manutenção de longo prazo, confiabilidade e lucratividade do que essa porcentagem sugere.

Os rastreadores são literalmente a “fundação” da planta solar, e eventuais falhas, principalmente em condições climáticas extremas, prejudicarão negativamente outros componentes, como os módulos.

Os inversores são pontos centrais de falha, pois consolidam uma grande parte da energia DC, mas podem ser resolvidos com um esforço de recuperação focado, pois a quantidade na planta é baixa. Os módulos de nova geração representam uma grande despesa de capital, mas têm demonstrado uma resiliência cada vez maior.

Os sistemas de montagem, especificamente os rastreadores de eixo único, têm uma contagem de material ainda maior do que os módulos em todo o local quando todas as partes e peças necessárias são consideradas, mas não têm tanto histórico operacional. Isso significa que eles exibem o maior risco de baixo desempenho de ativos – e que devem receber compromisso e atenção para corresponder durante a fase de projeto.

 

Entre em contato com a Array Technologies hoje mesmo

A história do desenvolvimento solar fotovoltaico em escala de utilidade aponta para um foco esmagador nas despesas de capital de um projeto, com as despesas operacionais, embora analisadas, em segundo lugar.

Isso teve uma influência dramática na lucratividade de longo prazo em projetos focados em CapEx em termos de custos de O&M acima do previsto, eficiência da planta, recuperação de desastres da planta, resiliência climática e, finalmente, lucratividade.

A Array está comprometida em atuar como um parceiro confiável no início da vida de um projeto de usina fotovoltaica para garantir que suas escolhas de fase de projeto e dólares de CapEx apoiem a missão moderna de estender a vida útil produtiva desses projetos para 35 anos ou mais.

Para saber mais sobre como os rastreadores de eixo único da Array contribuem para essa missão, baixe o relatório RINA.